segunda-feira, 6 de abril de 2009

Esperança... Ipê pode ajudar no tratamento contra o câncer

Saiu uma reportagem no dia 03/04/09 no Jornal Nacional sobre o uso do Ipê na cura do câncer... maravilhas acontecem... pena que muitos (Danieles, Valérias, Giovanas, Lorenas...) não tiveram tempo para usufruir destas e outras que estão por vir...

Ipê pode ajudar no tratamento contra o câncer

O lapachol já tinha sido usado no tratamento de câncer na década de 70, mas gerou efeitos colaterais. Pesquisadores da UFRJ criaram uma nova substância sintetizada que destruiu células cancerígenas.

Pesquisadores do Rio de Janeiro produziram uma substância que promete um tratamento mais eficaz e menos penoso contra o câncer. Os testes já foram feitos em células doentes, mas ainda não começaram em seres humanos. A substância que atraiu os pesquisadores é produzida pelo ipê, árvore nativa do Brasil e abundante por aqui. O lapachol já tinha sido usado no tratamento de pacientes com câncer na década de 70, mas gerou vários efeitos colaterais. Os pesquisadores da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) criaram agora uma nova substância em laboratório. Aproveitaram parte da composição do lapachol e de uma outra substância, extraída de uma planta do Canadá. “O nosso objetivo foi aproveitar o que havia de melhor em cada uma dessas estruturas e produzir uma nova substância que matasse as células cancerígenas e não apresentasse efeito tóxico significativo nos pacientes”, explica Paulo Roberto Ribeiro Costa, coordenador da pesquisa.

Os primeiros resultados foram positivos: a substância sintetizada foi testada em células de leucemia e câncer de pulmão de laboratório, que foram destruídas em três dias. Depois, o teste foi feito em camundongos sadios para verificar se eles apresentariam efeitos colaterais. Os animais não tiveram queda de pêlo, nem perda de peso, o que é comum em quimioterapias. O passo seguinte foi definitivo para a pesquisa.

A substância criada no laboratório foi aplicada em células retiradas de dez pacientes com leucemia do Instituto Nacional de Câncer (Inca). Esses pacientes não respondiam mais ao medicamento considerado de ponta no tratamento da doença. A nova substância matou as células cancerígenas. Agora, os estudos estão sendo feitos em camundongos doentes. Daqui a dois ou três anos, o objetivo é começar a testar a substância em seres humanos. “Esses resultados trazem uma esperança muito grande mesmo para pacientes em estágios avançados do câncer”, destaca o biomédico Eduardo Salustiano, da UFRJ.
03/04/09 - 21h10 - Atualizado em 03/04/09 - 21h47

Que Deus abençoe estas mentes brilhantes e que a cobiça e a ganância não lhes envolvam o coração!

Só a título de informação, seguem três imagens das nossas variedades de Ipê, o roxo ou rosa, o amarelo e o branco.



Um beijo e muita esperança!
Keli

5 comentários:

Neide Law disse...

Keli!

Realmente o ipe roxo ja ha decadas e usado no tratamento da leucemia. Eu nao vi a reportagem, mas, estava para falar com voce a esse respeito. Minha mae lembrou-me que,há pelo menos 50 anos, meu avô pedia para caminhoneiros trazerem casca do ipe roxo da Bahia e despachava para uma tia minha de Portugal, que tinham diagnosticado ter leucemia. Pelo que ela me disse, essa tia tomou o cha durante anos e acabou morrendo de velhice mesmo.
Lembre que naquela epoca nao existia outro tratamento. Mas so serve o ipe roxo, a casca.

Beijos.

Eunice Martins disse...

ola amiga que noticia maravilhosa essa amiga fiquei super feliz, amiga ainda não fiz minha história de amor mas prometo que amanhã ou depois farei,beijocas.

Pequenas Artes disse...

Oi querida, tudo bem? Que notícia boa, hein? Quem diria, além da beleza exuberante, os ipês ainda podem fazer um bem desses. Maravilha! Vamos esperar e rezar para que possam ser utilizados na cura em breve.
O blog tá muito legal, tá "bombando", hein?
Bjokas e fique com Deus.

Marcia Gullo disse...

Oi amiga, essas fotinhos estão lindas demais!!!!
Bejus e tenha um otimo dia.

Ps.: meu maridinho viajou hoje pra FOX DE IGUAÇU, ta mais perto de vc hoje do que dimim, né???

guida disse...

Keli,
Vim retribuir sua visita, agradeço seu comentário. Fico feliz por ter gostado da minha mala, já é a 2ª que faço com aquele padrão, pena de momento não ter senão fazia uma para si.
Beijos para todos, mas um enormeeeeeeeeeee na Heleninha.